Por favor configurar sua chave API!

Diário de Ilhéus

Notícias

“OS JUÍZES PERDERAM O JUÍZO?”

“OS JUÍZES PERDERAM O JUÍZO?”
março 23
12:32 2018

Esta frase não é minha. Foi cunhada pela jornalista TÁBATA VIAPIANA, na reportagem publicada na revista ISTOÉ nº 2.517, de 21 de março de 2018, pgs. 32/33.
A Nação fica estupefata diante de certas decisões dos magistrados, como: greve geral para manutenção do auxílio-moradia, pressão para que a Presidente do Supremo Tribunal Federal coloque em pauta o cumprimento da pena após decisão da segunda instância, disputa interna entre Ministros, etc. Os nomes são por demais conhecidos dos brasileiros.
Enquanto a renda média do brasileiro é de R$1.226 por mês, os juízes Federais e do Trabalho estão insatisfeitos com salários que variam de R$ 27 mil a R$33.7 mil.
E essa “loucura” parece que é contagiante.
O Tribunal de Justiça da Bahia quer construir um fórum em uma área pública do “Jardim Atlântico II”, em nossa cidade com o placet do Sr. Prefeito. Lá se encontra uma faixa com o protesto da população. Vade retro, satanas!
A desembargadora MARÍLIA DE CASTRO NEVES, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ), acusa a vereadora carioca assassinada MARIELLE FRANCO (PSOL) de estar “engajada com bandido” e envolvida com a facção Comando Vermelho.
O que afirma a desembargadora, membro do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, é muito grave e o Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, já determinou “a abertura de procedimento para averiguar os fatos”.
Aqui, em nossa província, ocorrem igualmente insensatezes jurídicas que passam desapercebidas porque os advogados – não todos – preferem jogá-las abaixo do tapete da conivência, data venia. Prefiro denominá-las “teratoma jurídico-processuais”.
Recentemente, um magistrado fez residir, no mesmo processo, paralelamente, dois cumprimentos de sentença de honorários sucumbenciais. Um, do advogado titular e outro, da advogada substabelecida. A “batata” está com o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia para descascá-la… Que saudade do Mestre CALMON DE PASSOS, em sua peculiar irreverência. Válida a expressão sempre lembrada de João Mangabeira: “Pense num absurdo. No Tribunal de Justiça da Bahia já há precedentes!…, concessa magna venia…

Antônio Pinto Madureira
OAB/BA 3.569

Compartilhar

Sobre o Autor

diarioilheus

diarioilheus

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

dezoito + um =

Edição Online

DI - Edição Online 01

Categorias

Agenda de Postagens

julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Clima na região

Anunciantes