Por favor configurar sua chave API!

Diário de Ilhéus

Notícias

Entrevista com Carlos Augusto, Dr. Lolô

Entrevista com Carlos Augusto, Dr. Lolô
fevereiro 05
09:25 2016

“Estamos em uma fase de diálogo
com representantes das frentes políticas.”
Cirurgião dentista, Carlos Augusto, o Dr. Lolô milita desde 2000 na política de Uruçuca, de onde é filho e onde sempre trabalhou. Diante do cenário desfavorável que vive a cidade, decidiu, a pedido de amigos e políticos locais, colocar seu nome à disposição dos eleitores como pré-candidato a prefeito daquela cidade. Abaixo, o jovem político fala de sua vida, projetos e analisa o cenário local.

Diário de Ilhéus – Você pode nos fazer um breve histórico de sua atuação profissional e política?
Dr. Lolô – Eu sou Cirurgião Dentista pela Universidade Tiradentes (2007),especialista em Saúde Publica (2009), tendo trabalhado em consultórios odontológicos, Postos de Saúde da Família aqui em Uruçuca, Jussari, Itacaré e Itabuna. Na política militei no Partido Verde, onde fui vice e presidente, atuando ativamente no cenário político local desde os anos 2000. Desde 2014 estou no Partido da República, onde ocupo a presidência e fundei, junto com amigos o grupoAmigos de Uruçuca.

DI- Dr. Lolô, os gestores municipais alegam possuir muitas dificuldades atualmente. O senhor se considera pronto para enfrentar essas adversidades em Uruçuca?
Dr. Lolô- Com Certeza estamos aptos a enfrentaressa empreitada e reger a administração pública e, acima de tudo, usar da seriedade e honestidade que nosso grupo dispõe. Além disso, não tenho dúvida que conseguiremos superar os obstáculos que irão aparecer que, claro, não serão poucos, diante do cenário que se encontra hoje nossa Uruçuca.

DI – O cenário de bipartidarismo em Uruçuca dificulta o debate político? A nova frente formada na cidade é a mais viável para o futuro da cidade?
Dr. Lolô- O fato de existir em Uruçuca uma política bipartidária atrapalha, mas não inviabiliza o debate político, pois a população vem buscando uma terceira via, um cenário diferente do que se vive no município. As lideranças desse bipartidarismo já passaram pelo poder, mostraram sua forma de conduzir a administração pública e, na atual conjuntura, parte significativa da nossa comunidade busca uma nova opção de gestão, visto que existe um desgaste destes grupos, que estão ai há mais de duas décadas. A filosofia do nosso projeto é a mais viável, por ter na base pessoas que estão ingressando agora no cenário politico, com visãocontemporânea de administração, que privilegia os interesses da maioria da população.

DI – Claro que se inicia uma fase de discussões. Mas como está a agenda política do novo grupo formado para a terceira via em Uruçuca?
Dr. Lolô- Estamos em uma fase de diálogo com representantes das frentes políticas. Iniciamos o ano realizando uma fusão dos grupos (Amigos de Uruçuca e Renova Uruçuca) e em função de fortalecermos a terceira via e ampliar o debate politico na cidade. Estamos fazendo reuniões para organizar e elaborarmos uma agenda de ações para o nosso município. Particularmente, tenho andado os quatro cantos da cidade propagando a minha pré-candidatura a prefeito e fortalecendo o nosso grupo, o Renova Amigos De Uruçuca, porque juntos somos mais fortes, pois é conversando com a comunidade que alcançaremos nosso objetivo.

DI – Equilíbrio das contas tem dado o tom diante da crise generalizada. Como você analisa isso no cenário de Uruçuca?
Dr. Lolô- Veja bem, com esta crise instalada em nosso pais , os municípios do porte de Uruçuca vem sofrendo vários tombos de arrecadação, fazendo com que a economia local, que é extremamente dependente da prefeitura, entre em uma recessão. Pois a prefeitura absorve uma grande parte da mão de obra e assim consequentemente a máquina pública fica sobrecarregada e a acaba ultrapassando o percentual de gastos com o funcionalismo e também ocasiona o atraso do pagamento dos salários.

DI – Na sua avaliação, qual o grande problema que a cidade enfrenta hoje?
Dr. Lolô – O grande problema é emprego, pois temos que ampliar o debate. Em Uruçuca sempre existiu o problema de desemprego, mesmo no períodoáureo do cacau, por exemplo. As gestões passadas nunca se preocuparam em fazer com que nossa economia gerasse, sobretudo, emprego, seja com incentivos para implantação de pequenas industrias ou com o fortalecimento do potencial turístico que temos aqui.

DI – A cidade de Uruçuca enfrenta problemas com saúde, entre outros setores. Qual o caminho que considera que pode ser seguido para amenizar essa situação?
Dr. Lolô -Assim como a saúde e todos os setores temos que ter profissionais no município, pois são nossos munícipes que conhecem nossa realidade local. Se aqui não tivermos profissionais competentes, ai sim vamos buscar fora. E na saúde tem um agravante que perdura no nosso município que é a má aplicação das verbas, que não atendem às demandas de nossos cidadãos.

Compartilhar

Sobre o Autor

diarioilheus

diarioilheus

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

doze + três =

Edição Online

DI - Edição Online 01

Categorias

Agenda de Postagens

agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Clima na região

Anunciantes